quarta-feira, 29 de junho de 2011

(Pre) Textos Para Imagens (In) Ternas # 7: Outono



se um relógio é uma metáfora de tempo,
meu sopro sobre teus olhos é metáfora de vento.
faltam vinte e sete horas para o teu outono.

3 comentários:

Edu Lazaro disse...

E enquanto não chega o trem sobre os trilhos de cílios, eu vejo se pisco mais rápido que o de costume, pra descobrir algum segredo que possa controlar o tempo, e adiantar meus sorrisos, que agora estão já nas folhas do outono, passado, deste ano, invernados, no meu aguardo, ansioso...Abraços!! Seus trabalhos são inspirações puras pra mim!

Anônimo disse...

Demais esses versos, hein Leo?
Eiliko

Léo Tavares disse...

Obrigado, Eiliko! Tenho curtido muito os pequenos grandes poemas que vc tem postado no Face! abraços