domingo, 4 de dezembro de 2011

Pretextos Para Imagens Internas


Em todos os poemas a recorrência é um princípio cardeal. O metro e seus acentos, a rima, os epítetos em Homero e outros poetas, as frases e incidentes que se repetem como motivos e temas musicais são como signos ou marcas que enfatizam a continuidade. No outro extremo estão as rupturas, as mudanças, as invenções e, no fim, o inesperado: o campo da surpresa. O que chamamos de desenvolvimento nada mais é do que a aliança entre surpresa e recorrência, invenção e repetição, ruptura e continuidade.

Octavio Paz


















Imagens produzidas durante o ano de 2011, para a série Pretextos Para Imagens Internas.

2 comentários:

Caio disse...

Olá Leo Tavares, tudo bem?

Vi um conto seu na Revista Macondo... muito bom. Gostei bastante.

Queria te perguntar e convidar a publicar este conto ou outro na Revista Tavola.

http://nucleotavola.com.br/revista/

Veja o que acha e entre em contato pelo meu blog. Abrs!

beto,,, disse...

gostei muito!